Operadores
Login

Esqueceu a senha?

BRAMON | Ciência Cidadã – BRAMON visita o Centro Acadêmico do Agreste – UFPE/Caruaru
1286
post-template-default,single,single-post,postid-1286,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,
title

Novidades

Ciência Cidadã – BRAMON visita o Centro Acadêmico do Agreste – UFPE/Caruaru

Marcelo Zurita durante sua apresentação em Caruaru-PE

O Diretório Acadêmico do curso de Licenciatura em Física (DAF) e o Coordenador do curso, o professor Paulo Henrique Ribeiro Peixoto propuseram propuseram um evento que possibilitasse um desenvolver da expressividade do Licenciando em Física, ao mesmo tempo que possibilite apresentar suas visões, ideias, perspectivas e experiências. O formato encontrado foi o da Semana da Física do CAA (Centro Acadêmico do Agreste), que este ano está em sua segunda edição. O evento ocorreu entre os dias 23 e 27 de outubro, justo na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

O Evento foi aberto para toda a comunidade acadêmica, a fim de nivelar as diversas realidades existentes.

Marcelo Zurita, integrante da BRAMON participou da programação com a palestra: BRAMON e as primeiras chuvas de meteoros descobertas por brasileiros. Foi mais uma oportunidade para mostrar como um trabalho voluntário e colaborativo pode gerar produtos com alto nível científico.

Zurita apresentou o trabalho geral da BRAMON, no monitoramento de meteoros nos céus do Sul. Ressaltando a importância do mesmo no sentido de gerar uma cobertura onde antes figurava somente uma lacuna de dados. Na oportunidade também falou sobre o processo colaborativo que levou às primeiras chuvas de meteoros descobertas por brasileiros. Ele mesmo (Zurita), integrou o grupo da pesquisa inicial e foi o responsável por avistar o agrupamento de meteoros que, posteriormente, foram classificados como integrando a chuva de meteoros Epsilon Gruids.

Desde a percepção visual de um agrupamento de meteoros no céu até a publicação dos dados orbitais daquela chuva no site do Meteor Data Center: https://www.ta3.sk/IAUC22DB/MDC2007/Roje/pojedynczy_obiekt.php?kodstrumienia=00797&colecimy=0&kodmin=00001&kodmax=00821&sortowanie=0 houve toda uma ação coletiva, fosse nos cálculos, na conferência dos mesmos, na emissão dos informes ou mesmo na expectativa de aprovação.

      Conceitualmente, esse encontro simboliza a interação entre aluno e professor que pode gerar novos conhecimentos, ideias e pontos de vista ainda não conhecidos. O evento contou com a presença de grandes profissionais/pesquisadores nas áreas da física e do ensino de física.

*Marcelo Zurita integra a BRAMON desde 2015. Co-descobridor de Chuva de Meteoros, é membro APA – Associação Paraibana de Astronomia e da IMO (International Meteor Organization).

Fotografia: Divulgação/Marcelo Zurita. Edição de Texto: Lauriston Trindade.

Nenhum Comentário

Desculpe, os comentários estão fechados agora.