Operadores
Login

Esqueceu a senha?

BRAMON | BRAMON é o Brasil na IMC 2017 – Petnica (Parte 4)
1187
post-template-default,single,single-post,postid-1187,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,
title

Novidades

BRAMON é o Brasil na IMC 2017 – Petnica (Parte 4)

Na sexta (22), depois do almoço, retornamos para o auditório. Era a continuação da sessão 3, iniciada com o trabalho de Kristina Veljkovic. Desta vez, Peter Stewart estava conduzindo as apresentações, que iniciaram com o trabalho de Leonard Kornos: AMOS orbit software and EDMOND database. Uma amostra do uso da database EDMOND rodando no software da Rede AMOS.

Leonard Kornos

Antal Igaz mostrou o status e desenvolvmento da Rede de videomonitoramento húngara com o trabalho: Further development of camera network in Hungary.

Jérémie Vaubaillon mostrou mais uma angulação do trabalho da Rede FRIPON, desta vez mostrou o FRIPIPE: the FRIPON Pipeline.

Peter Gural e seu trabalho: New Developments in Meteor Processing Algorithms. Foi apresentadas alternativas computacionais para processamento de dados para meteoros. Isto porque, ao longo do tempo, os banco de dados estão cada vez maiores, necessitando de algoritmos mais refinados, em busca de precisão e velocidade do tratamento das informações.

Marcello de Cicco conduziu a última apresentação antes da pausa da tarde. O trabalho era intitulado: Artificial Intelligence Techniques applied to Automating Meteor Validation and Trajectory Quality Control to Direct the Search for Long Period Comets. Aqui, o trabalho mostrava a correlação possível entre outburts de chuvas de meteoros com  a existência de corpos parentais de longo período, por exemplo.

Após a pausa do Coffee Break as atividades retornaram no auditório principal. Felix Benttonvil atuou como mestre de cerimônias.

Na abertura da Sessão 4, com o escopo: técnicas de observação, O professor Peter C. Slansky – Hochschule für Fernsehen und Film (University for Television and Film Munich), mostrou comparativo de eficiência  entre os pequenos sensores de câmeras de segurança e os sensores de grande formato (full frame) de câmeras que chegavam a ter ISO 4.000.000. A palestra tinha o título: Meteor film recording with digital film cameras with large CMOS sensor.

Pavel Zigo da Eslováquia falou sobre novos sistemas de rádio observação de meteoros por reflexão ionosférica. Uma vez que mesmo com o sistema do GRAVES francês, algumas limitações surgem.

Bill Ward apresentou um interessante trabalho sobre o desenvolvimento de novos materiais para atuarem como grades de difração e melhorar as pesquisas de espectroscopia de meteoros.

Tom Roelandts apresentou o trabalho: How the received radio meteor signal determines the final spectograms. Aqui, ele mostrava diferentes “desenhos” dos meteoros no espectograma e como isso poderia dar informações sobre a natureza dos meteoros registrados.

Antônio Martinez Picar: Using small phased array for meteor observation. Aqui, Martinez apresentou um sistema ainda em implantação e que pretende usar interferometria para a determinação de trajetória de meteoros.

Sirko Molau

Sirko Molau fez uma apresentação com caráter comemorativo. Em 2017, a IMO completa 20 anos da existência de sua comissão de videomonitoramento. Na última IMC ocorria em Petnica (1997), Marc Gyssens lançou a sugestão de criação de uma comissão interna a IMO, com objetivo de congregar conhecimentos e dar apoio ao surgimento de novas redes de videomonitoramento. 20 anos depois, numa nova IMC em Petnica, estavam sendo apresentados os resultados de sucesso desta comissão.

Após a apresentação da Comissão de videomonitoramento da IMO, seguiu-se com a sessão de posters.

Fotos: divulgação/IMO. Texto e Edição: Lauriston Trindade*

*Lauriston Trindade integra a BRAMON desde 2015. Co-descobridor de chuvas de meteoros, membro da IMO. Representou a BRAMON e o Brasil na 36ª IMC – Petnica.

 

Nenhum Comentário

Desculpe, os comentários estão fechados agora.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Google+
http://www.bramonmeteor.org/bramon/bramon-e-o-brasil-na-imc-2017-petnica-parte-4">
Twitter