Operadores
Login

Esqueceu a senha?

BRAMON | Bólido Sobre Rio de Janeiro e Minas Gerais
2685
post-template-default,single,single-post,postid-2685,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,
title

Novidades

Bólido Sobre Rio de Janeiro e Minas Gerais

Mais um grande bólido foi visto em céus brasileiros às 20:08 (23:08 UT) dessa sexta feira, 26 de abril. Dessa vez, o fenômeno ocorreu no norte do Rio de Janeiro e leste de Minas Gerais. O bólido foi registrado em uma das câmeras da BRAMON em Juiz de Fora, MG e poucos minutos depois, reportado por várias pessoas através das redes sociais.

Por volta das 23h, a BRAMON teve acesso a um post publicado por Carlos Ayres, do CARJ – Clube de Astronomia do Rio de Janeiro onde ele relata a observação de um meteoro muito brilhante a norte do Rio de Janeiro indo de oeste para leste. Naquele momento, o meteoro já havia sido percebido na estação BRAMON MHS1/MG em Juiz de Fora, administrada por Marco Aurélio Salgado. O relato publicado por Carlos indicava que se tratava de algum evento relevante.

Através de um contato com o Clima Ao Vivo, parceiro da BRAMON, foi percebido que o meteoro também foi registrado por outras 3 câmeras do Clima Ao Vivo em São Paulo e Minas Gerais. O Clima Ao Vivo possui em todo Brasil, diversas câmeras de monitoramento do céu para fins meteorológicos. E nessa sexta (26), três delas registraram o meteoro. Uma a partir de Belo Horizonte – MG, outra de Lagoa da Prata – MG e outra de Morro Agudo – SP. Os vídeos foram gentilmente cedidos para análise do fenômeno e abaixo, são apresentados os resultados:

A partir da triangulação das imagens do Clima ao Vivo e da BRAMON, foi possível determinar com precisão a trajetória do bólido. O objeto que surpreendeu Cariocas e Mineiros na noite do dia 26 surgiu no céu às 20:08:01 (horário local) a 80.8Km de altitude sobre o Município de Rio das Flores, RJ e seguiu em sentido nordeste a uma velocidade de 19.14 Km/s (68.9 mil Km/h)  e se extinguiu 5.67 segundos depois, a 38.4 Km de altitude sobre o Município Argirita no leste de Minas Gerais.

 

Ainda não foi possível concluir se esse evento pode ter deixado meteoritos em solo. Caso sim, sua área de dispersão deve ser bastante ampla entre os municípios mineiros de Juiz de Fora e Leopoldina.

Se você viu, filmou ou fotografou este ou outro meteoro, pode contribuir com o estudo desses fenômenos enviando seu depoimento através de http://bramon.imo.net. O formulário é simples e de fácil preenchimento e os seus dados são mantidos em sigilo.

Nenhum Comentário

Desculpe, os comentários estão fechados agora.