Operadores
Login

Esqueceu a senha?

BRAMON | Bólido no Rio Grande do Sul da noite de 06 de junho
2772
post-template-default,single,single-post,postid-2772,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,
title

Novidades

Bólido no Rio Grande do Sul da noite de 06 de junho

Na noite do dia 06 de junho, recebemos através dos nossos canais de comunicação diversos relatos de um grande meteoro avistado no Estado do Rio Grande do Sul por volta das 22:35 da noite. Em pouco tempo, já surgiam na rede vídeos desse meteoro e, devido a baixa velocidade do mesmo, houve a suspeita de que poderia se tratar de uma reentrada de lixo espacial. Em consulta à nossa base de dados, percebemos que o fenômeno foi registrado em duas câmeras localizadas na cidade de Monte Castelo no Estado de Santa Catarina.

Não encontramos nas entidades de monitoramento de satélites e lixos espaciais nenhuma reentrada prevista para esta data ou data próxima. Mas a confirmação mesmo só veio através da triangulação dos vídeos registrados em nossas estações com os vídeos de celulares já divulgados na mídia, em especial, o vídeo registrado em Tupanciretã por Cássio Patias. Concluímos então, que o objeto tratava-se de fato de um meteoro e teria ocorrido no oeste do estado do Rio Grande do Sul.

Os dados ainda são preliminares e dependem do aperfeiçoamento das análises, mas pelo que já apuramos, o meteoro foi gerado por um fragmento de rocha espacial pesando entre 7 e 12 Kg, e teria surgido a cerca de 57 Km de altitude próximo à cidade argentina de 25 de Mayo. Durante 13,5 segundos, ele viajou a uma velocidade média de 13,64 Km/s (49,1 mil Km/h) até atingir a altitude de 27 Km, ao norte da cidade de Jari, no Rio Grande do Sul.

Mapa preliminar

Mapa preliminar

É importante registrar que as análises ainda são preliminares, mas podem ficar bem mais precisas se surgirem novas imagens e depoimentos do fenômeno. Para tanto, solicitamos que aquelas pessoas que viram, filmaram ou fotografaram esse meteoro, que enviem seu relato através do formulário disponível em http://bramon.imo.net.

A medida em que novas informações ou imagens forem disponibilizadas, os dados serão refinados e esta matéria será atualizada.

Nenhum Comentário

Desculpe, os comentários estão fechados agora.